PENSAMENTO LATINO-AMERICANO, IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL E EDUCAÇÃO SUPERIOR: REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO E A PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES QUE ATUAM NA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA NO TOCANTINS (BRASIL)

Main Article Content

Ana Lúcia Pereira

Resumo

O artigo pretende refletir sobre a educação escolar quilombola no Estado do Tocantins (região norte do Brasil). O objetivo é identificar reflexos do pensamento de Anibal Quijano (2005), Edgardo Lander (2005) e Alejandro Moreno (2005), na formação e na prática pedagógica dos professores que atuam em escolas onde a maioria dos sujeitos de direitos são quilombolas. A pergunta que buscamos responder é: em que medida o cotidiano escolar reflete a colonialidade do poder e a colonialidade do saber impedindo a implementação da educação  escolar quilombola, considerada como uma política de desenvolvimento do bem-estar? O estudo de natureza teórica e empírica aborda o racismo como uma desigualdade estrutural que afeta a formação e a prática pedagógica dos professores. O marco legal para a reflexão é a Resolução nº 8, de 20 de novembro de 2012 (BRASIL, 2012).

Article Details

Como Citar
PEREIRA, Ana Lúcia. PENSAMENTO LATINO-AMERICANO, IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL E EDUCAÇÃO SUPERIOR: REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO E A PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES QUE ATUAM NA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA NO TOCANTINS (BRASIL). Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. 37, p. 66-83, ago. 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1262>. Acesso em: 23 out. 2021.
Seção
Dossiê Temático