RAP A CULTURA DA RESISTENCIA PELA VIVENCIA E POESIA – UM ENSAIO SOBRE O ÁLBUM “HISTÓRIAS DA MINHA ÁREA” DO RAPPER DJONGA

Main Article Content

Jonathan Araujo Barreto de Souza

Resumo

Resumo:


O presente trabalho propõe o analisar o RAP como uma ferramenta de resistência que trabalha através de vivencias e letras encaixadas em um “BEAT”. O “RAP” surgiu dentro do movimento HIP HOP iniciado na década de 70 na periferia de Nova York, mais precisamente no Bronx, criado por imigrantes jamaicanos.


O RAP (Ritmo e Poesia) mescla batidas eletrônicas conhecidas como BEATS, e letra, que na maioria das vezes relatam o cotidiano das periferias, trazendo uma carga histórica. Por se tratar de uma cultura majoritariamente negra, são relatados pedaços da história e resistência do povo preto em diversas letras, sendo essa a parte de maior interesse deste trabalho, tendo seus estudos baseados no último álbum do rapper Djonga “Histórias da Minha Área”.


 


Palavras Chave: RAP, Resistencia, HIP HOP

Article Details

Como Citar
SOUZA, Jonathan Araujo Barreto de. RAP A CULTURA DA RESISTENCIA PELA VIVENCIA E POESIA – UM ENSAIO SOBRE O ÁLBUM “HISTÓRIAS DA MINHA ÁREA” DO RAPPER DJONGA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. 37, p. 293-306, ago. 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1105>. Acesso em: 23 out. 2021.
Seção
Artigos