TERRITÓRIO EXISTENCIAL AFROBOLIVIANO OU UMA CONCEPÇÃO TOCAÑERA DA PACHAMAMA

Main Article Content

Luis Reyes Escate

Resumo

Partindo da maneira tocañera (habitante da comunidade afroboliviana de Tocaña) de ordenar o mundo em comum, o trabalho a seguir pretende percorrer os territórios (meta)físicos habitados por aqueles que pertencem à comunidade afro-boliviana de Tocaña. As ideias apresentadas aqui são o produto do meu processo de convivência e aprendizado que empreendi com os tocañeros nos anos 2015 e 2016. A partir de um evento etnográfico que ocorreu em 2015, as idéias incorporadas aqui giram em torno do complexo conceito da Pacha, o qual é (re)criado a todo momento pelos tocañeros. Com o objetivo de aproximar o leitor da noção da Pacha (usualmente traducido como “tierra” o “mundo”), procurei estabelecer diálogos entre conceitos extraídos de duas propostas ontológicas que, do meu ponto de vista, compartilham características metafísicas em segundo plano: a ontologia tocañera e a ontologia Whiteheadiana.

Article Details

Como Citar
REYES ESCATE, Luis. TERRITÓRIO EXISTENCIAL AFROBOLIVIANO OU UMA CONCEPÇÃO TOCAÑERA DA PACHAMAMA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. Ed. Especi, p. 418-434, abr. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/870>. Acesso em: 24 out. 2020.
Seção
Caderno Temático