ESTUDOS MOÇAMBICANOS E A TRANSIÇÃO AO SOCIALISMO: CONTRIBUIÇÕES DAS CIÊNCIAS HUMANAS PARA UM PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL

Main Article Content

Edcarlos Ribeiro Bomfim

Resumo

Neste artigo pretendo levantar um debate acerca dos estudos críticos da colonização portuguesa, um campo e método de estudos das ciências humanas emergido em Moçambique após a conquista da independência. Esse diálogo será feito através da leitura da primeira edição da revista Estudos Moçambicanos, publicação que representa um importante marco no processo de amadurecimento e consolidação das ciências humanas nesse país. Para isso será feita uma contextualização do momento histórico em que a publicação foi pensada e elaborada, dando destaque para as principais características do período que ficou conhecido como “transição ao socialismo” com especial atenção à fundação da Universidade Eduardo Mondlane e a criação do seu Centro de Estudos Africanos, ao qual a revista estava ligada. Por fim serão apresentadas sínteses dos textos presentes nesta edição publicada em 1980.

Article Details

Como Citar
BOMFIM, Edcarlos Ribeiro. ESTUDOS MOÇAMBICANOS E A TRANSIÇÃO AO SOCIALISMO: CONTRIBUIÇÕES DAS CIÊNCIAS HUMANAS PARA UM PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. 36, p. 105-125, maio 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1227>. Acesso em: 23 out. 2021.
Seção
Dossiê Temático