DO ‘PROBLEMA DO NEGRO’ ÀS DIFICULDADES DE ‘SER E VIVER NEGRO’ NO BRASIL: ALGUMAS REFLEXÕES AFROCENTRADAS E ANTIRRACISTAS

Main Article Content

Julie Sarah Lourau Andarai Cavalcante Stela Santana

Resumo

O ponto de partida deste artigo é uma reflexão epistemológica e metodológica. Parte-se de dois pressupostos distintos e diametralmente opostos nos estudos das relações raciais: o que Nina Rodrigues na primeira década do século XX formulou como sendo “o problema do negro” e o que Abdias do Nascimento em1978 problematizou como sendo as dificuldades em “ser e viver negro” no Brasil. A perspectiva de Nina Rodrigues que coloca o negro enquanto problema é oriunda das teorias raciais do início do século XX e leva a operar uma análise crítica e antirracista da realidade de Salvador. Uma perspectiva analítica afrocentrada, assim como o desenvolvimento de uma pesquisa de campo na Irmandade do Rosário dos Pretos em Salvador da Bahia evidenciam que se deve encontrar mecanismos epistemológicos e metodológicos antirracistas e decoloniais para captar as experiências de ser e viver negro no Brasil.

Article Details

Como Citar
LOURAU, Julie Sarah; CAVALCANTE, Andarai; SANTANA, Stela. DO ‘PROBLEMA DO NEGRO’ ÀS DIFICULDADES DE ‘SER E VIVER NEGRO’ NO BRASIL: ALGUMAS REFLEXÕES AFROCENTRADAS E ANTIRRACISTAS. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. 36, p. 189-217, maio 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1222>. Acesso em: 28 jul. 2021.
Seção
Dossiê Temático