LIBERDADE, VIOLÊNCIA, RACISMO E DISCRIMINAÇÃO: NARRATIVAS DE MULHERES NEGRAS E QUILOMBOLAS DA MESORREGIÃO CENTRO-SUL DA BAHIA /BRASIL

Main Article Content

Raquel Souzas

Resumo

O usufruto da liberdade é intrínseco aos direitos sexuais e reprodutivos. A questão central, neste trabalho, é como a noção de liberdade, violência e do racismo/discriminação se articulam à condição social, de gênero, raça/etnia. O artigo objetiva analisar concepções sobre liberdade, violência, racismo, discriminações e violência presentes nos discursos de mulheres negras e quilombolas, inseridas numa relação conjugal, na mesorregião centro-sul da Bahia. A pesquisa mais ampla, de natureza qualitativa, aborda questões sobre a saúde sexual e reprodutiva de mulheres, a partir de um recorte de gênero e raça. Foram utilizadas entrevistas de 40 mulheres negras e quilombolas em união conjugal há, pelo menos, um ano. Os discursos foram analisados a partir do software NVIVO 9. Os sentidos e significados em relação à liberdade e concepções de racismo podem estar relacionadas tanto à questão do racismo no Brasil, historicamente vivenciado por mulheres negras no cotidiano, como às questões especificamente culturais dos grupos de mulheres em foco nesse estudo.

Article Details

Como Citar
SOUZAS, Raquel. LIBERDADE, VIOLÊNCIA, RACISMO E DISCRIMINAÇÃO: NARRATIVAS DE MULHERES NEGRAS E QUILOMBOLAS DA MESORREGIÃO CENTRO-SUL DA BAHIA /BRASIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 16, p. 89-102, jun. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/99>. Acesso em: 18 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático