DETERMINANTES DO PLANEJAMENTO DA GRAVIDEZ SEGUNDO A RAÇA/COR EM SÃO PAULO, BRASIL

Main Article Content

Osmara Alves dos Santos Patricia Lima Ferreira Santa Rosa Ana Luiza Vilela Borges

Resumo

Objetivou-se analisar o planejamento da gravidez e seus determinantes segundo a raça/cor de mulheres usuárias de serviços públicos de saúde de São Paulo, Brasil. Estudo transversal, realizado com 792 mulheres no município entre 2011 e 2013. Utilizou-se o instrumento para mensuração do planejamento da gravidez London Measure of Unplanned Pregnancy, versão Brasil. As mulheres negras planejaram menos a gestação do que as brancas; também relataram, em maior proporção, a primeira gravidez em idades mais jovens e tiveram mais filhos. Coabitar com o parceiro foi o determinante mais importante para o planejamento da gravidez, tanto entre as mulheres negras quanto entre as brancas (Negras: OR=4,20, IC95%: 1,80-9,76; Brancas: OR=4,26, IC95%:1,62-11,19). Quanto maior a escolaridade, menos chance as mulheres negras tiveram de vivenciar uma gravidez não planejada (OR=0,87; IC95%: 0,78-0,97). Há elementos que incidem igualmente entre as mulheres brancas e negras no planejamento da gravidez, por exemplo, a parceria. No entanto, entre as mulheres negras, o aumento da escolaridade as subsidiaria na adoção de medidas para evitar uma gravidez não planejada.

Article Details

Como Citar
SANTOS, Osmara Alves dos; ROSA, Patricia Lima Ferreira Santa; BORGES, Ana Luiza Vilela. DETERMINANTES DO PLANEJAMENTO DA GRAVIDEZ SEGUNDO A RAÇA/COR EM SÃO PAULO, BRASIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 16, p. 74-88, jun. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/98>. Acesso em: 18 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático