RELATO SOBRE AS POLÍTICAS DE SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA E INDÍGENA NO BRASIL

Main Article Content

Cosmo Helder Ferreira da Silva Luis Tomás Domingos Ana Caroline Rocha de Melo Leite Daniel Freire de Sousa

Resumo

O direito à saúde é fundamento constitucional e condição substantiva para o exercício pleno da cidadania. É um eixo estratégico para a superação do racismo e garantia de promoção da igualdade racial, desenvolvimento e fortalecimento da democracia. O objetivo deste estudo é relatar a política nacional de saúde da população negra e indígena no Brasil, possibilitando-nos conhecer os direitos de acesso aos serviços e ações de saúde destinada a estas populações. A Política Nacional de Saúde Integral da População Negra definiu-se os princípios, a marca, os objetivos, as diretrizes, as estratégias e as responsabilidades de gestão, voltados para a melhoria das condições de saúde desse segmento da população. A Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas integra a Política Nacional de Saúde, compatibilizando as determinações das Leis Orgânicas da Saúde com as da Constituição Federal, que reconhecem aos povos indígenas suas especificidades étnicas e culturais e seus direitos territoriais.  A saúde está pautada como direito de todos e principalmente daquelas pessoas que vivem nas camadas mais vulneráveis das populações. Conclui-se que é de fundamental importância o conhecimento das Políticas de Saúde da população negra e indígena no Brasil, que dispõem o acesso às ações e serviços de saúde para todos.

Article Details

Como Citar
SILVA, Cosmo Helder Ferreira da et al. RELATO SOBRE AS POLÍTICAS DE SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA E INDÍGENA NO BRASIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 16, p. 16-27, jun. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/93>. Acesso em: 18 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático