O PERFIL DE LIDERANÇA DA MULHER NEGRA NO PÓS-COLONIALISMO

Main Article Content

Márcia Gomes de Oliveira

Resumo

Este artigo visa problematizar acerca de minorias marginalizadas, aqui em destaque a comunidade negra da periferia, do candomblé, do axé, uma minoria ainda mais invisibilizada pelo classismo, pelo racismo e pela intolerância religiosa. Tal condição iniciou com o aniquilamento da sua história pela elite dominante, sobretudo a elite europeia, branca e escravista que perdura até hoje, ocasionando um desconhecimento de muitas pessoas da própria origem e suas descendências, esta escrita busca enaltecer, valorizar a história desta comunidade visibilizando a raça e cultura negra levando em conta, principalmente a sua ancestralidade, uma vez que para falar de um povo é necessário conhecer suas raízes, seu passado e sua história. O perfil de liderança da mulheridade negra foi traçado ainda no período colonial quando não havia distinção entre um trabalho realizado pela mulher negra e o homem negro, muitas mulheres tornaram-se líderes justamente por conta dessas condições, era uma resistência que virou legado, pois hoje sabemos dessas mulheres, protagonistas de suas histórias e da nossa história.

Article Details

Como Citar
DE OLIVEIRA, Márcia Gomes. O PERFIL DE LIDERANÇA DA MULHER NEGRA NO PÓS-COLONIALISMO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. 35, p. 321-337, fev. 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/900>. Acesso em: 28 jul. 2021.
Seção
Artigos