INFIEL DE AYAAN HIRSI ALI: CARTOGRAFIAS DE SI NA ESCRITA NEGRA CONTEMPORÂNEA

Main Article Content

Eumara Maciel dos Santos

Resumo

Neste estudo, investigou-se a trajetória somali Ayaan Hirsi Ali a partir da sua autobiografia Infiel, a história de uma mulher que desafiou o islã (2007), na qual constituiu a si nos diferentes espaços em que esteve desde a África, a Ásia, a Europa até a América do Norte. No período de seu lançamento, Infiel alcançou sucesso de vendas no mercado editorial de diversos países, tendo como marca fundamental a fragmentada subjetividade contemporânea de uma imigrante que, ao renunciar ao Islã, empreendeu uma luta pela liberdade de expressão enquanto mulher, que lhe rendeu a condenação à morte por fundamentalistas muçulmanos. Para promover tal reflexão, contou-se com as referências teóricas de Joseph Ki-Zerbo (2010); Amadou Hampâté Bâ (2003; 2010); Leonor Arfuch

Article Details

Como Citar
SANTOS, Eumara Maciel dos. INFIEL DE AYAAN HIRSI ALI: CARTOGRAFIAS DE SI NA ESCRITA NEGRA CONTEMPORÂNEA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 17, p. 343-360, out. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/85>. Acesso em: 18 set. 2020.
Seção
Artigos