A EDUCAÇÃO DA POPULAÇÃO NEGRA NA FORMAÇÃO DO ESTADO MODERNO BRASILEIRO

Main Article Content

Delton Aparecido Felipe

Resumo

Este artigo tem como objetivo problematizar como a população negra foi inserida no projeto nacional de educação no final do século XIX e início do século XX. Utiliza-se para isso, o eixo explicativo dos Estudos Culturais, somado às teorizações foucaultianas. Argumenta-se que na formação do Estado moderno brasileiro, houve uma série de dispositivos de marginalização da população negra como as políticas de branqueamento, o mito da democracia racial e os discursos sobre a miscigenação. Apesar dessas marginalizações, houve uma série de denúncias feitas pelos movimentos negros a estes processos de exclusão. Neste contexto de resistência a uma identidade nacional eurocêntrica, a educação escolar passou a ser vista pelos negros e pelas negras como um espaço essencial para a inclusão de suas caraterísticas culturais e políticas na identidade nacional.

Article Details

Como Citar
FELIPE, Delton Aparecido. A EDUCAÇÃO DA POPULAÇÃO NEGRA NA FORMAÇÃO DO ESTADO MODERNO BRASILEIRO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 17, p. 322-342, out. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/84>. Acesso em: 18 set. 2020.
Seção
Artigos