PENSAMENTO NEGRO EM EDUCAÇÃO NO BRASIL: TRAJETOS HISTÓRICOS DE PROPOSIÇÕES PEDAGÓGICAS EM SALVADOR E NO RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XX

Main Article Content

Ivan Costa Lima

Resumo

A Educação formal apresenta-se como importante política pública para os grupos discriminados no Brasil - no entanto, por outro lado tem-se como um espaço de desconhecimento de proposições dos movimentos sociais. O artigo, com uma abordagem sócio histórica, reconstitui trajetos das pedagogias oriundas do Movimento Negro na busca em alterar os sistemas de ensino no combate ao racimo. Retoma-se o pensamento pedagógico de Manoel de Almeida Cruz, que, a partir da constituição do Núcleo Cultural Afro-Brasileiro, na década de 1970, elabora a Pedagogia Interétnica na cidade de Salvador. Na continuidade no Rio de Janeiro, na década de 1980, as ideias de Maria José Lopes da Silva, junto com um grupo de educadoras vão propor a elaboração da Pedagogia Multirracial no questionamento das relações raciais brasileiras. Em seus tempos e espaços essas proposições desafiam a intervenção no espaço escolar e a constituição de um pensamento negro em Educação no Brasil.

Article Details

Como Citar
LIMA, Ivan Costa. PENSAMENTO NEGRO EM EDUCAÇÃO NO BRASIL: TRAJETOS HISTÓRICOS DE PROPOSIÇÕES PEDAGÓGICAS EM SALVADOR E NO RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XX. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 25, p. 222-247, jun. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/614>. Acesso em: 26 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático