CULTURA AFRICANA E ENSINO DE QUÍMICA: ESTUDO SOBRE A FORMAÇÃO DOCENTE

Main Article Content

Morgana Abranches Bastos Anna Maria Canavarro Benite

Resumo

A pesquisa foi realizada no colégio de aplicação da Universidade Federal de Goiás (CEPAE), em uma turma de disciplina acessória denominada Química Experimental. Os resultados mostraram que é possível implementar a lei por meio da experimentação do ensino de química, valorizando o legado africano à ciência e tecnologia. Como professoras de Química, defendemos que a operacionalização da Lei no 10.639/03, a partir da diáspora africana, para identificar, através de fatos históricos, a influência do ciclo da cana-de-açúcar na descoberta e no desenvolvimento econômico da América Portuguesa (Brasil Colônia) até os dias atuais. Neste trabalho, apresentaremos as análise da intervenção pedagógica (IP) intitulada: “Estudo do ciclo da cana-de-açúcar e a produção experimental da rapadura, açúcar mascavo e cachaça”.

Article Details

Como Citar
BASTOS, Morgana Abranches; BENITE, Anna Maria Canavarro. CULTURA AFRICANA E ENSINO DE QUÍMICA: ESTUDO SOBRE A FORMAÇÃO DOCENTE. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 21, p. 64-80, fev. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/227>. Acesso em: 19 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático