A TRAJETÓRIA DE JOVENS NEGROS E NEGRAS NA UNIVERSIDADE: DESAFIOS E POSSIBILIDADES

Main Article Content

Marileide Gonçalves França Adriele da Silva Tostes

Resumo

Este estudo objetivou investigar a trajetória de escolarização dos jovens negros e negras, aprovados pelo sistema de reserva de vagas com critério racial, na Universidade Federal do Espírito Santo, campus Alegre. Partimos do pressuposto de que a universidade é um espaço rico de oportunidades de pesquisa, de produção do conhecimento científico, porém as origens socioeconômicas e a desigualdade racial interpõem trajetórias diferenciadas para os/as alunos/as negros/as e brancos/as (GOMES, 2007). Portanto, propomos um estudo de caso. O desenvolvimento da pesquisa revelou que a trajetória desses/as jovens foi marcada por processos discriminatórios, articulados a dificuldades socioeconômicas. Além disso, mostrou que as políticas afirmativas foram de extrema importância para que os/as estudantes tivessem acesso ao ensino superior, constituindo-se como possibilidade para o enfrentamento ao racismo na sociedade brasileira.

Article Details

Como Citar
FRANÇA, Marileide Gonçalves; TOSTES, Adriele da Silva. A TRAJETÓRIA DE JOVENS NEGROS E NEGRAS NA UNIVERSIDADE: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 13, n. Ed. Especi, p. 9-36, out. 2021. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1302>. Acesso em: 27 nov. 2021.
Seção
Caderno Temático