AS CRIANÇAS PEQUENAS DA MANGUEIRA (RJ): CORPOREIDADE, TERRITÓRIO E A EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES RACIAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL

Main Article Content

Míghian Danae Ferreira Nunes Patrícia Sodré dos Santos

Resumo

Este artigo tem interesse em demonstrar como os documentos legais que tratam da educação para as relações étnico-raciais, produzidos tanto a partir das lutas políticas do movimento negro, quanto pelos debates acadêmicos alcançam as crianças pequenas negras e colaboram na tessitura de novas práticas no cotidiano de uma instituição de educação infantil na Mangueira, território negro localizado no Rio de Janeiro (RJ). Para este feito, analisamos as legislações e documentos que entendemos como mais importantes para a garantia do direito à educação para as relações étnico-raciais desde a creche, costurando estas análises à apresentação do trabalho pedagógico com uma turma de crianças pequenas. Consideramos que é possível, assim, que as legislações colaborem para que as ações pedagógicas para/com bebês e crianças pequenas sejam construídas a partir de suas referências de seu pertencimento étnico-racial.

Article Details

Como Citar
DANAE FERREIRA NUNES, Míghian; SODRÉ DOS SANTOS, Patrícia. AS CRIANÇAS PEQUENAS DA MANGUEIRA (RJ): CORPOREIDADE, TERRITÓRIO E A EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES RACIAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. 33, p. 319-336, ago. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1015>. Acesso em: 27 set. 2020.
Seção
Dossiê Temático