SOBRE DISCURSOS E PRÁTICAS DA BRUTALIDADE POLICIAL: UM ENSAIO INTERSECCIONAL E ETNOGRÁFICO

Main Article Content

Flávia Medeiros

Resumo

A partir de etnografia realizada numa repartição policial na região metropolitana do Rio de Janeiro, a Divisão de Homicídios, vou apresentar como objetos e símbolos eram acionados para reforçar posições de poder e valores de masculinidade associados à virilidade e ao uso da força. Desenvolvo uma abordagem que considera a minha experiência como antropóloga em campo e minha posição como mulher negra, tendo como interlocutores os policiais civis. Meu objetivo é discutir como os agentes do estado atuam pela “violência”, fortalecendo a análise sobre mecanismos estatais de controle e marcadores sociais da diferença e, deste modo, demonstrar uma interpretação das práticas e discursos baseados de moralidades e sensibilidades, que permita refletir sobre a intersecção de posições estruturais que classificam e tratam desigualmente os sujeitos racializados.

Article Details

Como Citar
MEDEIROS, Flávia. SOBRE DISCURSOS E PRÁTICAS DA BRUTALIDADE POLICIAL: UM ENSAIO INTERSECCIONAL E ETNOGRÁFICO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 11, n. 30, nov. 2019. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/809>. Acesso em: 07 dez. 2019.
Seção
Dossiê Temático