(ETNO) CIÊNCIA AFRICANA: UMA EPISTEMOLOGIA A PARTIR DO PENSAMENTO DOS DOGONS

Main Article Content

Elcimar Simão Martins Alexandrino Moreira Lopes Ianes Augusto Cá Jorge Andrade

Resumo

A Etnociência é compreendida nesse texto como um dos pontos centrais para a legitimação de uma epistemologia de conhecimento, proposta a partir de práticas e saberes produzidos por pessoas que foram e são subalternizadas pelo pensamento ocidental. Buscando ultrapassar a visão de ciência numa perspectiva eurocêntrica, esse texto objetiva refletir sobre os conhecimentos produzidos por homens e mulheres africanos/as, especialmente os povos Dogons, que habitam a região do platô central do Mali, na África Ocidental. De abordagem qualitativa, o texto utiliza como estratégias de aproximação com a realidade, a revisão bibliográfica e a escrevivência como empoderamento e resistência a partir do encontro entre três pesquisadores africanos e um brasileiro. Os resultados revelam a necessidade de compartilhar fatos, conhecimentos e verdades sobre a África e seu povo, invisibilizados ao longo do tempo.

Article Details

Como Citar
MARTINS, Elcimar Simão et al. (ETNO) CIÊNCIA AFRICANA: UMA EPISTEMOLOGIA A PARTIR DO PENSAMENTO DOS DOGONS. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 11, n. Ed. Especi, p. 71-89, dez. 2019. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/774>. Acesso em: 21 fev. 2020.
Seção
Caderno Temático