DAS INSURGÊNCIAS E DESLOCAMENTOS INTELECTUAIS NEGROS E NEGRAS: MOVIMENTOS SOCIAIS, UNIVERSIDADE E PENSAMENTO SOCIAL BRASILEIRO, SÉCULO XX E XXI

Main Article Content

Claudia Miranda

Resumo

A pergunta que gera esse artigo é sobre os enfrentamentos assumidos pelo Movimento Negro do Brasil e os avanços alcançados pelos coletivos de intelectuais-militantes no início do século XXI. O ponto de partida é que a universidade tem sido um espaço de referência para disputar sentidos outros de projeto de país, de proposições que visam a conformação de um outro locus pautado na interculturalidade experimentada nas lutas das suas bases sociais mas que desaguam nos espaços de legitimação de saberes e conhecimentos fundamentais para a sua agenda. Com a teorização ativista (Hooks) entendo o deslocamento e sua insurgência indo além de uma pauta antirracista já que a presença afrodescendente é incômoda ao ponto de desestabilizar o status quo universitário e promover exemplaridade em termos de justiça social. 

Article Details

Como Citar
MIRANDA, Claudia. DAS INSURGÊNCIAS E DESLOCAMENTOS INTELECTUAIS NEGROS E NEGRAS: MOVIMENTOS SOCIAIS, UNIVERSIDADE E PENSAMENTO SOCIAL BRASILEIRO, SÉCULO XX E XXI. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 25, p. 329-345, jun. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/619>. Acesso em: 29 fev. 2020.
Seção
Dossiê Temático