POR UMA SOCIONOMIA OITOCENTISTA: PENSAMENTO, VIDA E AÇÃO DE ANDRÉ REBOUÇAS, SÉCULO XIX

Main Article Content

Antônio Carlos Higino da Silva

Resumo

A construção do espaço urbano ao final do Segundo Reinado enquanto um lugar de convivência impunha-se como um desafio que não se restringia a sua materialidade, mas incluía seus aspectos políticos, sociais e econômicos suscitando intensas disputas entre os contendores. Logo, adotamos como eixo de análise deste recorte espaço-temporal as vivências de André Rebouças entendido como um dos concorrentes a conformação deste espaço. Seus registros apresentam uma postura propositiva que toma como ponto de partida a construção de instrumentos materiais que viabilizem esse lugar de convivência. Todavia identificamos que ao longo destes mesmos registros houve uma ressignificação na forma como tais instrumentos materiais deveriam ser apropriados e disponibilizados. Sendo assim, nos propormos analisar o transcurso destas mudanças de engajamento em favor de uma engenharia social mais ampla.

Article Details

Como Citar
SILVA, Antônio Carlos Higino da. POR UMA SOCIONOMIA OITOCENTISTA: PENSAMENTO, VIDA E AÇÃO DE ANDRÉ REBOUÇAS, SÉCULO XIX. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 25, p. 08-25, jun. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/604>. Acesso em: 29 fev. 2020.
Seção
Dossiê Temático