O CARIMBÓ ECOOU NOS CORREDORES DA ESCOLA: UMA MEMÓRIA DE PERTENCIMENTO SE OUVIU

Main Article Content

Josiane Beloni de Paula Sil-Lena Ribeiro Calderaro Oliveira Maria Aparecida de Souza Ramos

Resumo

Este artigo se propõe, na perspectiva da rememoração, narrar uma experiência de prática educativa a partir da cultura do carimbó com o projeto de letramento Carimboletrando, desenvolvido numa escola da periferia de Belém/PA, no viés de uma pedagogia intercultural, decolonial e antirracista, cumprindo a lei (ainda em vigência na época) 10.639/03 que muito colabora para o descortinar do olhar racista para a história e cultura de matriz africana. Dialogando com teóricos/as acerca da colonialidade do saber para que se possa construir um pensamento crítico e reflexivo sobre as narrativas da história única e homogeizante que limitam olhares e silenciam histórias outras, práticas sociais, culturais, saberes não reconhecidos pelo sistema vigente, mas que resistem.


 

Article Details

Como Citar
DE PAULA, Josiane Beloni; OLIVEIRA, Sil-Lena Ribeiro Calderaro; RAMOS, Maria Aparecida de Souza. O CARIMBÓ ECOOU NOS CORREDORES DA ESCOLA: UMA MEMÓRIA DE PERTENCIMENTO SE OUVIU. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. Ed. Especi, p. 786-799, jun. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/475>. Acesso em: 21 set. 2018.
Seção
Caderno Temático