CULTURA JUVENIL E ESCOLA: O FUNK COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA E DE IDENTIDADE DA JUVENTUDE NEGRA CARIOCA

Main Article Content

Carlos Henrique dos Santos Martins Claudia Ribeiro

Resumo

Expressão cultural juvenil de grande relevância no cenário cultural carioca, o Funk constitui-se em uma das possibilidades de valorização do conhecimento trazido pelos/as jovens para o espaço escolar, bem como em ferramenta pedagógica que contribua para a implementação da Lei 10639/03. Nesse contexto, buscamos problematizar suas tensões que estão articuladas ao racismo brasileiro, além de destacar a importância deste movimento cultural como marcador identitário de grande parcela da juventude. O Funk emerge das brechas de uma sociedade historicamente excludente, possibilitando o protagonismo e a expressividade juvenis diante de uma realidade que se apresenta como pouco promissora para estes sujeitos nela inseridos de forma precária e/ou subalterna. Assim, ressaltamos a valorização da vivência sociocultural de seu público e o seu potencial identitário frequentemente invisibilizados nos espaços escolares.

Article Details

Como Citar
MARTINS, Carlos Henrique dos Santos; RIBEIRO, Claudia. CULTURA JUVENIL E ESCOLA: O FUNK COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA E DE IDENTIDADE DA JUVENTUDE NEGRA CARIOCA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. Ed. Especi, p. 91-108, jun. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/414>. Acesso em: 17 dez. 2018.
Seção
Caderno Temático