A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DE MULHERES NEGRAS NA CARREIRA ACADÊMICA DE ENSINO SUPERIOR

Main Article Content

Mirian de Albuquerque Aquino

Resumo

Este artigo analisa a construção da identidade profissional de mulheres negras na carreira acadêmica de ensino superior, a partir da ótica dos Estudos Culturais. A história, a cultura, as línguas e a psicologia são fatores constitutivos do conceito de identidade, não inato, adquirido, propriedade ou produto, mas entendido como uma construção social, histórica e plural. Na perspectiva de Manuel Castells, três tipos de identidades – legitimadora, resistência, projeto - estão relacionados a formas e origens. A identidade profissional superior corresponde a valores, crenças, concepções e interações com os pares, mas a dimensão profissional não se dissocia da dimensão pessoal. Entretanto, a construção da identidade profissional das mulheres negras confronta-se com o preconceito, a discriminação e o racismo nas relações desiguais e segregacionistas nas instituições universitárias cujos efeitos perversos afetam a construção da identidade e da carreira docente. A análise deste artigo focaliza a identidade profissional de uma professora negra que atua como docente no ensino superior numa universidade pública do Nordeste, que construiu sua identidade profissional nas relações com seus pares, convivendo com situações de preconceito, discriminação e racismo nas universidades públicas. As barreiras reduzem o acesso das mulheres negras e, mesmo quando estas conseguem ingressar em instituições de ensino superior, a construção de sua identidade profissional é afetada ao longo da carreira docente.

Article Details

Como Citar
AQUINO, Mirian de Albuquerque. A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DE MULHERES NEGRAS NA CARREIRA ACADÊMICA DE ENSINO SUPERIOR. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 15, p. 136-160, fev. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/118>. Acesso em: 16 set. 2019.
Seção
Artigos